Comentar

Seu comentário está sujeito a moderação. Não serão aceitos comentários com ofensas pessoais, bem como usar o espaço para divulgar produtos, sites e serviços. Para sua segurança serão bloqueados comentários com números de telefone e e-mail.

500 caracteres restantes
Corrigir

Se você encontrou algum erro nesta notícia, por favor preencha o formulário abaixo e clique em enviar. Este formulário destina-se somente à comunicação de erros.

Porto Alegre, sexta-feira, 08 de fevereiro de 2019.

Jornal do Comércio

Economia

COMENTAR | CORRIGIR

Agronegócios

Edição impressa de 08/02/2019. Alterada em 07/02 às 22h18min

Clima beneficia colheita do milho, destaca Emater

Produtividade das lavouras gaúchas tem sido acima da esperada

Produtividade das lavouras gaúchas tem sido acima da esperada


/CLAUDIO FACHEL/PALÁCIO PIRATINI/JC
As condições climáticas de tempo seco, altas temperaturas e forte radiação solar aceleraram a maturação fisiológica e a colheita do milho, que já foi realizada em 28% da área implantada em todo o Rio Grande do Sul. De acordo com a Emater, a colheita avança rapidamente nesse período, em paralelo ao segundo plantio da safra 2018-2019.
No Norte do Estado, a cultura alcança até 80% de milho colhido; na Campanha, 80% da cultura encontra-se em estado vegetativo. A produtividade das lavouras continua boa, com exceção daquelas cultivadas em áreas que estavam prontas para a colheita e foram afetadas pela enchente na Fronteira-Oeste, região em que haverá perda da qualidade no milho, apresentando grãos ardidos, mofados e germinados na espiga.
A expectativa é de produtividade média de 6,8 mil kg/ha no Estado, mas relatos apontam que, na Fronteira-Noroeste e nas Missões, há lavouras de milho sequeiro produzindo até 9 mil kg/ha. Algumas lavouras irrigadas apresentam produtividade acima de 12 mil kg/ha, o que caracteriza uma grande safra.
A cultura da soja no Rio Grande do Sul apresenta-se em estágio reprodutivo, com pouco mais da metade das lavouras (52%) em enchimento de grãos e 37% em floração. As lavouras apresentam bom desenvolvimento, com exceção das áreas que foram alagadas em janeiro.
O arroz no Estado apresenta-se na fase majoritária de floração (37%) e de enchimento de grãos (32%), além de já apresentar início de colheita em algumas lavouras da Fronteira-Oeste, nos municípios de São Borja e Itaqui.
COMENTAR | CORRIGIR
Comentários
Seja o primeiro a comentar esta notícia